Saúde reforça importância da vacina contra a febre amarela

A Secretaria de Saúde de Cambé está reforçando a vacinação contra a febre amarela, após a confirmação do vírus em macacos mortos em Antonina, no litoral do Paraná. A vacina está disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e é recomendada para pessoas entre nove meses e 59 anos de idade que nunca tomou uma dose.

No estado de São Paulo já foram notificados 12 casos em humanos que resultaram em seis mortes. De acordo com a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Bárbara Radigonda, São Paulo já é considerado endêmico para febre amarela por alguns especialistas da área. “Pela proximidade com aquele estado, estamos agindo de forma preventiva”, disse.

Ainda segundo Radigonda, toda a população deve ficar atenta aos sintomas e quem estiver dentro da faixa etária que pode receber a dose e não recebeu ainda deve procurar uma UBS. “A população de maior risco à exposição ao vírus da febre amarela é aquela residente em áreas rurais, de matas ou que frequenta áreas silvestres por motivo de trabalho ou lazer”, explica.

O vírus é transmitido pelo mosquito dos gêneros Haemagogus e o Sabethes. Os sintomas iniciais da febre amarela são febre alta de início súbito, associada a dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dor no corpo e dor abdominal podendo evoluir para formas graves com icterícia (amarelão da pele). “Na presença dos sintomas a pessoa deve procurar os atendimentos de saúde imediatamente”, alerta a coordenadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: