Meio Ambiente cria Central de Compostagem para hortas comunitárias

Em março deste ano, a Secretaria do Meio Ambiente iniciou a produção de adubo para a fertilização das hortas comunitárias e para o horto de Cambé. A produção é feita na Central de Compostagem, localizada no aterro municipal, e é distribuída para as 24 hortas comunitárias da cidade, que atendem cerca de 800 famílias no município.

Atualmente, as famílias que participam do Programa de Hortas Comunitárias de Cambé produzem cerca de 500 toneladas de alimentos por ano. O diretor do Departamento de Agricultura, Odair Paviani, explicou que antes da Central de Compostagem, as famílias que tomam conta das hortas tinham dificuldade de encontrar adubo. “Agora com o auxílio do município na produção de compostagem a produtividade das hortas vai aumentar, pois o adubo tem os nutrientes necessários para o crescimento das plantas”, disse.

O composto é feito a partir de resíduos orgânicos industriais como cinza de caldeira doada pela empresa Granosul, além de esterco animal e dos galhos que são recolhidos na cidade. A Central de Compostagem também vai servir para fertilizar e manter o horto da cidade que será ativado em breve.

Grama ao redor das hortas
A Secretaria também está realizando o plantio de grama no entorno das hortas comunitárias. O plantio começou há um mês e até agora três hortas receberam a grama: a do Jardim Primavera, do Santa Isabel e do Cambé IV. As próximas hortas que vão receber a grama serão as do Jardim Murumbi, Nova Cambé, Cambé V e Ana Elisa.

Segundo Paviani, o objetivo do plantio não é só melhorar a estética do ambiente. “Além de embelezar as hortas, o intuito também é evitar que as pessoas acumulem entulho em volta do local”, declarou. (SeCOM/PMC)

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


%d blogueiros gostam disto: