Autoconhecimento

Por Hellen Martins

CONTATO: 99629-6564 | Rua João Garla, 602 – Cambé


Você precisa se conhecer.

Quando me conheço eu trabalho a favor de mim. Eu consigo ter equilíbrio e leveza.

Quando você sabe o que é importante pra você, você tem o poder de escolha, de dirigir a sua vida.

Quando você não entende o que sente, você fica à mercê das escolhas dos outros. Respondendo de acordo com o que a vida te impõe e não ao contrário.

Quando me conheço, eu sei quais gatilhos me deixam dessa ou da outra forma.

Eu posso escolher.

Eu assumo ter a responsabilidade sobre a minha vida, consequentemente, sei o que e quem me faz mal. Posso escolher continuar ou não nesse tipo de ambiente.

Na medida que eu dou poder a minha voz, que sou consciente das minhas responsabilidades consigo entender como fazer para melhorar. Eu me empodero.

A habilidade de se conhecer vai te deixar a favor do processo, vai te dar uma ferramenta a mais frente ao restante das pessoas.

O autoconhecimento melhora a qualidade dos seus relacionamentos.
Relacionamentos estão por trás de todos os processos do mundo, dentro da sua família, com amigos, parceiros, em todos os trabalhos que você possa exercer.

•Qual a qualidade dos relacionamentos que você cultiva?
Quando você não se conhece você pode deixar que outra pessoa tome rédeas da sua vida e entrar em um relacionamento tóxico, por exemplo. Pode acontecer de sua autoestima estar tão baixa que você se sujeita a estar em relacionamento onde o outro não te valoriza.

•Você sabia que relacionamentos abusivos nem sempre significam violência física?
Relacionamentos tóxicos podem ser difíceis de serem percebidos inicialmente, essas relações podem ser com o parceiro, com um amigo e até mesmo no trabalho.

A pessoa se coloca na posição de necessariamente ter que satisfazer o outro, se anulando.

Ela não percebe que sua autoestima é minada, criando uma relação de dependência. Em muitos casos os abusos acontecem tão sutilmente que a pessoa pode não se dar conta, logo de início, que está em um relacionamento abusivo. As coisas vão acontecendo gradualmente, contribuindo para a manutenção da relação.

Segue alguns exemplos de situações que acontecem em relacionamentos tóxicos:

•Não há respeito nem limites;

•A pessoa checa constantemente com quem você estava, pra onde foi e pra onde vai;

•Monitora seus comentários, fotos e tudo em relação a mídias sociais;

•Controla sua roupa, o que você fala e com quem você fala;

•Te poda, te constrange, te humilha em público

•Com tempo isolou-te dos seus amigos e familiares,

•Existe um grau de manipulação que te leva a acreditar que a culpa foi realmente tua;

•Apresenta alto grau de ciúmes, perde o controle em palavras e ações;

•Te tira do seu eu e passa a controlar todos os seus atos, até que em algum ponto você acaba se sentindo tão sozinho que realmente acredita que só te resta estar com ele;

•As brigas são constantes quando algo não sai como ele planejou;

•Podendo chegar a agressões físicas.

Por isso é tão importante se conhecer.

Ter um tempo para analisar as nossas emoções é fundamental para manter a mente sã.

Assim como somos ensinados a ler e escrever, devemos ser ensinados a entender nossas emoções.

O que eu sinto? Qual o nome dessa emoção? Quando eu me sinto assim? Como fazer para parar de me sentir assim?

Se você se sente desta forma, ou conhece alguém que vem passando por essas dificuldades, procure ajuda.


HELLEN MARTINS
CONTATO: 99629-6564 | Rua João Garla, 602 – Cambé

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: