AEDES AEGYPT: LIRA’a de Cambé apresenta 1,7% de infestação

No primeiro Levantamento de índice Rápido do Aedes aegypti (LIRA’a) de 2019, feito entre 7 e 12 de janeiro, Cambé apresentou 1,7 % de infestação predial, isso significa que a cada 100 casas, 1,7 residências possuem infestação do mosquito. O índice ainda apresenta médio risco, de acordo com o Ministério da Saúde, mas em relação à mesma época do ano passado, o número reduziu.

No primeiro levantamento de 2018, realizado na mesma época, Cambé estava com índice de 3,4%, representando situação de alerta. Segundo a coordenadora do Departamento de Endemias, Nelci Mariano, a população tem contribuído para abaixar o índice na cidade. “Os moradores têm se empenhado mais em cuidar das casas e reduzir os focos de dengue. Nossa equipe tem insistido muito nas atitudes que podem ser tomadas para prevenir contra a proliferação do mosquito”, explica Mariano.

A coordenadora disse também que os cambeenses têm recebido os agentes de Endemias com mais facilidade. “Os moradores já estão recebendo com menos receio os fiscais para a averiguação das casas em relação aos focos do mosquito. Isso já faz grande diferença, pois podemos atingir mais pessoas com as informações e conscientização”, completa.

CASOS CONFIRMADOS – A Secretaria de Saúde informou que, de agosto de 2018 até agora foram confirmados três casos de dengue e há 340 pacientes com suspeita, mas que já estão em tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


%d blogueiros gostam disto: